São os sonhos que movem o mundo!

 

Sabe por quê nós da loja Violões Casteluzzo podemos dizer isto com tanta certeza? Por que quando acreditamos que algo é possível, planejamos isto até que possa ser realizado. E o violão terapêutico de 12 cordas é uma dessas grandes realizações que acontecem ao redor do mundo a partir do sonho de alguém.

 

O Guilherme Junior, hoje com 25 anos, nasceu com uma lesão do lado esquerdo do cérebro que ocasionou uma dificuldade de locomover todo o lado direito do corpo, principalmente o braço e a mão direita, os quais ele possui muita dificuldade de movimentar e controlar. Quando criança era difícil se auto aceitar e entender o motivo daquele problema, sendo mais incômodo ainda, pensar em como seria realizar certas coisas no futuro, como por exemplo, dirigir. Mas com o passar do tempo foi entendendo que era possível fazer muitas coisas e adaptar outras, pois mesmo com suas limitações, tinha a ajuda de outras pessoas. Entretanto, um grande sonho que sempre teve, foi de tocar violão, e esse ninguém poderia ajudar a realizar, pois era algo que ele gostaria de poder fazer sozinho.

 

Começou a pesquisar na internet a possibilidade de alguém já ter pensado nisso e ter criado um violão que pudesse ser tocado com apenas uma mão. Depois de muita pesquisa, encontrou o Reinaldo Casteluzzo, que havia desenvolvido um violão exatamente da maneira que o Guilherme estava procurando. Entrou em contato, fez a compra do violão e para sua surpresa, foi o próprio Reinaldo que lhe entregou o violão e também ensinou a tocar as primeiras músicas. Sendo assim, um momento muito marcante de sua vida, onde pode realizar um grande sonho, que era o de poder tocar violão.

 

“Ter a experiência de tocar este violão foi muito bacana, porque ele é um instrumento inclusivo, eu consegui realizar um grande sonho de uma coisa que eu imaginava que jamais fosse capaz de fazer. Então além de ele ser um instrumento musical e te dar de fato o poder de tocar violão, ele é um instrumento que te coloca como protagonista, a minha auto-estima se elevou a partir do momento em que eu consegui tocar esse violão. Então sem dúvidas, as pessoas que sonham, que gostam de música, que respiram música como meu caso e sonham em tocar violão, essa é uma grande oportunidade. Um projeto maravilhoso que é incrível poder conhecer e de fato transformar minha vida através da música e deste instrumento”, diz Guilherme.

 

Quem desenvolveu o instrumento depois de muitos anos de estudo, foi o músico e professor Reinaldo Amorim Casteluzzo, que é de Pernambuco. A ideia surgiu pois ele ficou incomodado ao ver a limitação de alguns alunos que não podiam tocar, então ele decidiu fazer uns instrumento para eles, os quais mesmo com suas limitações, demonstravam muito interesse na música.

 

Depois que conheceu o trabalho do Reinaldo, o pai do Guilherme trouxe o músico e professor para Rio do Sul, firmaram uma parceria para fabricar os violões em escala comercial e a preços mais acessíveis para poder implantar em escolas como APAEs, para pessoas com deficiência. Para quem nunca imaginou que pudesse tocar violão por causa das limitações, como o Guilherme, a iniciativa está ajudando a tornar sonhos em realidade.

]